quinta-feira, 27 de abril de 2017

UNIFEV promove VI Congresso Interdisciplinar da Saúde

Banner reprodução: Cedido pela assessoria da instituição

Evento, aberto à comunidade, contará com a participação dos estudantes das graduações em Biomedicina, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia e Nutrição.


Cinco cursos da UNIFEV promovem, a partir do dia 08 de maio, o 6º Congresso Interdisciplinar da Saúde. A abertura do evento será no Votuporanga Clube e contará com a palestra intitulada O Mercado de Trabalho para os profissionais da Saúde, ministrada pela Profª. Ma. Edilene Regina Simioli, coordenadora da área de Pós-Graduação, na Instituição.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até o dia 08 de maio, na Central de Relacionamento da Instituição. Os alunos ainda têm a opção online, por meio do Portal. O valor do investimento é de R$ 40, que podem ser parcelados em duas vezes.

Nos demais dias (09 e 10 de maio), paralelamente, os cursos seguem com suas semanas acadêmicas: a XIX Semana de Enfermagem, a XV Semana Farmacêutica, a XVII Jornada de Fisioterapia, o XV Simpósio de Biomedicina e o XVI Simpósio de Nutrição.

As atividades contemplam palestras sobre Osteopatia e Alta Responsável, além de capacitações, como Limpeza de Pele Facial, Nutrição e Cirurgia Bariátrica, e Uso de Suplementos na Prática Esportiva, entre outras.

Para conferir a programação completa de cada graduação, os alunos devem acessar o Portal ou também no Calendário de Atividades, no site da instituição acadêmica.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (17) 3405-9990.

Como chegar

Print reprodução: Here Maps

Imigração e a viagem na Unifev

Foto reprodução: Cedida pela assessoria da instituição

Bolsistas do Pibid promovem discussão acerca da imigração com alunos de escola estadual; Projeto utilizou o filme mexicano El viaje de Teo, para abordar assuntos sociais e políticos polêmicos da atualidade.


Os bolsistas Débora Vicente, 25 anos, e Igor Fernandes, 23 anos, integrantes do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), subprojeto Letras-Espanhol da UNIFEV, promoveram, durante todo o mês de abril, discussões acerca da imigração, com os alunos do Centro de Estudos de Línguas (CEL), que funciona em anexo à escola estadual Dr. José Manoel Lobo.

A atividade utilizou o filme mexicano El viaje de Teo, para abordar assuntos sociais e políticos polêmicos da atualidade. Dirigido por Walter Doehner, a obra conta a história de um menino de nove anos, que viaja por um destino incerto com seu pai. Juntos, eles cruzam como imigrantes ilegais a fronteira do México com os Estados Unidos.

“A iniciativa, além de tratar de um tema recorrente, propicia aos estudantes, a uma reflexão sobre os processos migratórios, apresentando aos jovens diferentes perspectivas, sem perder de vista o estudo da Língua Espanhola, bem como dos aspectos culturais do país em questão”, contou a docente responsável pelo projeto, Profª. Ma. Karina de Oliveira.

Para Débora, aluna do 7º período do curso de Letras-Espanhol, o trabalho lhe proporcionou uma nova experiência, que contribuiu muito para o seu amadurecimento profissional. “Para nós, bolsistas, foi enriquecedor. Afinal, a atividade nos permitiu sair um pouco do modo tradicional e trabalhar com assuntos transversais, o que gerou uma análise e compreensão de comportamentos e hábitos diferentes dos nossos ”, finalizou.

5 vezes Bertolt Brecht na Casa Livre

Foto reprodução: Cedida pela assessoria do evento

Sete companhias teatrais de São Paulo se reúnem para apresentar cinco estudos cênicos de cinco textos de Bertolt Brecht, entre as Cias estão Cia.São Jorge de VariedadesNúcleo Bartolomeu de Depoimentos; Companhia Oito Nova Dança e 28 Patas Furiosas.


Fruto da necessidade de desenvolver um trabalho cênico conjunto para refletir ética e esteticamente a conjuntura política atual do Brasil, sete companhias teatrais de São Paulo se uniram a convite da Cia. Livre (formada por Cibele Forjaz, Edgar Castro e Lucia Romano) para aprofundar os estudos do teatro épico-dialético na busca pela criação de uma linguagem de atuação épica, brasileira e contemporânea, a partir de cinco textos do dramaturgo alemão Bertolt Brecht (1898-1956).

Nos dias 1 e 2 de maio, abrindo a série de apresentações públicas que se estenderá até o mês de setembro, sempre duas de cada texto, a Cia. Livre o Núcleo Bartolomeu e a Cia. São Jorge de Variedades apresentam A Santa Joana dos Matadouros, escrito por Brecht (1898-1956) no período entre guerras, momento em que o povo germânico encontrava-se destroçado.
Depois dele virão Baal; Um homem é um homem; Os Horácios e os Curiácios; e A Resistível Ascensão de Arturo Ui, não necessariamente nesta ordem.
O projeto integra as atividades de abertura da nova sede da Casa Livre, recém-inaugurada na Rua Conselheiro Brotero, 195, na Barra Funda, depois de perder sua histórica sede para a especulação imobiliária. As dez apresentações serão na Casa Livre, em espaços públicos, tais como ruas, praças, ou locais do bairro ou da cidade que estejam relacionados às ações dos textos.
“A urgência da conjuntura política atual e a necessidade de articular respostas estéticas e éticas a ela, como forma de resistência, nos levaram de volta à obra de Bertolt Brecht. Vamos convidar o público para partilhar os resultados deste encontro realizado conjuntamente por grupos parceiros, que têm em comum estudos próprios do épico em versões brasileiras, como também refletir o papel da arte como instrumento de política”, diz Cibele Forjaz.

A pesquisa conjunta foi iniciada há cerca de dois meses e partiu de um estudo teórico rigoroso da trajetória teórica de Bertolt; passando pelo encontro com uma experiência prática (coordenada pela atriz, diretora e professora de interpretação argentina Laura Brauer) sobre a atuação épica, culminando na investigação prática em colaboração com grupos parceiros sobre os cinco textos de Bertolt Brecht.
“Batizamos este percurso de Dialética da Malandragem, por associação às análises críticas desenvolvidas por Antônio Candido ao romance Memórias de um Sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida”, finaliza Forjaz.

Como chegar

Print reprodução: Here Maps

Dia a Dia e Lado a Lado com Jeneci e Tulipa Ruiz

Foto reprodução: Cedida pela assessoria de imprensa

Expoentes da nova geração da MPB, os músicos Marcelo Jeneci e Tulipa Ruiz apresentam o show da turnê Dia a Dia, Lado a Lado. Nas apresentações, os artistas celebram a parceria entre eles e Gustavo Ruiz, irmão da cantora, firmada há seis anos e que resultou em uma canção de mesmo nome da turnê, lançada no final de 2015. No repertório também estão temas de cada um dos artistas.


A nova parceria celebra o bom momento na trajetória de ambos, iniciada na mesma época e aclamada pela crítica e público desde o início. Marcelo Jeneci é compositor e instrumentista com dois discos gravados (Feito pra Acabar e De Graça). Tulipa Ruiz, com seu pop melódico e dançante, já está no terceiro álbum e foi consagrada recentemente pelo Grammy Latino com Dancê, eleito o Melhor Álbum Pop Brasileiro.

A composição de Tulipa Ruiz, Marcelo Jeneci e Gustavo Ruiz foi feita há seis anos e nunca havia sido gravada, tendo sido apenas executada em shows do início da carreira de ambos. Agora, o hit dos palcos ganha lançamento digital acompanhado de um videoclipe, realizado por Eugênio Vieira e Pedro Palhares. O single é puro romance, daquelas músicas pra ouvir em loop relembrando histórias de amor e renova a vontade de se apaixonar.

Apesar de nunca ter sido gravada, um único registro de Dia a dia, lado a lado no YouTube reúne mais de 2 milhões de visualizações. Os fãs cobravam a gravação da música. “Eu, Gustavo (irmão, produtor e guitarrista da cantora) e Jeneci fizemos essa música antes de termos nossos primeiros discos. Foi uma música que marcou aquela época e aquele encontro. E por onde a gente passa as pessoas pedem para a gente tocar Dia a Dia, Lado a Lado. Ela faz parte da memória afetiva de muita gente e merece, finalmente, uma gravação oficial”, conta Tulipa.

Jeneci define a gravação como um novo período de proximidade das duas carreiras. “Dia a Dia, Lado a Lado é antes de mais nada um lindo reencontro de jornadas que se entrelaçam de tempos em tempos. Essa canção foi plantada há seis anos, quando estreamos em temporada numa casa de shows de São Paulo. Nesse dia, fui à casa de Gustavo e Tulipa, que tinham feito a primeira parte da canção e seguimos lá pra casa. Assistimos a primeira temporada de Anos Incríveis subimos inebriados pra salinha do piano e ali ficamos até a chegada dela. Essa música e essa tour já existiam antes de acontecer, estavam somente esperando o dia chegar”, explica Jeneci.

O registro de Dia a Dia, Lado a Lado foi realizado no estúdio El Rocha e contou com um time conceituado, que reuniu a guitarra de Gustavo Ruiz, lap steel de Luiz Chagas, baixo de Marcio Arantes, violão de aço de Regis Damasceno, Samuel Fraga na bateria, Estevan Sinkovitz no bandolim e o próprio Marcelo Jeneci, nos teclados e na safona. A produção musical é de Regis Damasceno e Marcio Arantes.

Para presentar os fãs, o encontro do estúdio ganhou os palcos do Brasil no início de 2016 numa turnê que começou pelo Nordeste com um show no Teatro Castro Alves, em Salvador, no dia 15 de janeiro, e seguiu para o Circo Voador, no Rio de Janeiro, dia 16. A estreia da turnê ainda teve três dias no Sesc Pompeia, em São Paulo, em 23, 24 e 25 de janeiro e agora no primeiro de maio acontece no Sesc Itaquera a partir das 16h.

Como chegar

Print reprodução: Here Maps

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Colégio Unifev promove Projeto “Pensando Bem”

Foto reprodução: Cedida pela assessoria da instituição

Atividade destina-se à formação ética, cognitiva, física e emocional dos alunos, visando a uma vida plena, saudável, equilibrada e responsável.


Os alunos 9º ano do Ensino Fundamental e do 1º ano do Ensino Médio do Colégio Unifev iniciaram, neste semestre, o Projeto Pensando Bem.

A ação busca educar os jovens visando ao autoconhecimento, ao autorrespeito e à cidadania entre eles. Por meio de palestras ministradas por especialistas, os estudantes são inseridos em contextos educativos, que incentivam as formações ética, física e emocional.

Além de elevar o poder de discernimento, autocritica e autoconsciência, o Projeto leva em conta a saúde física, mental e emocional dos participantes, incentiva-os a pensar e estudar com rigor e fundamentos, a conviver em sociedade de forma consciente e a fazer escolhas saudáveis e responsáveis.

De acordo a coordenadora do Ensino Médio, Prof. Ma. Nínive Daniela Guimarães Pignatari, a iniciativa prepara os estudantes para uma vida plena, saudável, equilibrada e socialmente responsável. “A formação humana integral é valorizada em alguns dos principais processos seletivos do País, que passaram a avaliar habilidades sociais, cognitivas, criativas, lógicas e emocionais, juntamente com as demais, consideradas tracionais”, explicou.

Unifev realiza curso sobre manipulação de carnes

Banner reprodução: Cedido pela assessoria da instituição

UNIFEV abre inscrições para curso sobre manipulação de carnes bovinas e suínas; Capacitação, aberta à comunidade, acontecerá a partir do dia 6 de maio; ao todo, serão realizados seis encontros, no Laboratório de Práticas Gastronômicas da Instituição.


O Centro Universitário de Votuporanga, por meio de seu curso de Gastronomia, promoverá nos dias 6, 8, 15, 20, 22 e 27 de maio, a extensão Manipulação de carnes bovinas e suínas – Cortes comerciais e nobres.

A capacitação, aberta à comunidade, acontecerá no Laboratório de Práticas Gastronômicas da Instituição, localizado na rua Minas Gerais, esquina com a rua Pe. Izidoro Cordeiro Paranhos. A carga-horária é de 24 horas.

Os interessados podem se inscrever até o dia 28 de abril, na Central de Relacionamento da UNIFEV. Alunos ainda têm a opção online, via Portal. O valor do investimento é de R$ 300, parcelados em até quatro vezes.

De acordo com o docente responsável pela atividade, Prof. Me. Sileno Marcos Araujo Ortin, o objetivo do curso é oferecer aos participantes o conhecimento teórico e prático para o manuseio correto de determinadas peças de carnes.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (17) 3405-9990.

Confira, abaixo, a programação completa do curso

Circuito Sesc de Artes promove programação cultural

Imagens reproduções: Cedida pela Imprensa Sesc

Circuito Sesc de Artes começa dia 28 de abril e percorrerá cidades da região de São José do Rio Preto; As cidades Fernandópolis, Jales, Mirassol, Santa Fé do Sul, Tanabi e Votuporanga serão palco de espetáculos e intervenções artísticas durante dois finais de semana, entre 5 e 14 de maio.


O Circuito Sesc de Artes traz em sua programação diferentes ações de música, dança, teatro, circo, cinema, artes visuais e literatura. Realizado pelo Sesc São Paulo, em 2017 o evento viaja por 118 cidades (quatro a mais que no ano passado) do interior, litoral e Grande São Paulo. A capital recebe o Circuito pelo terceiro ano consecutivo. Todas as atividades são gratuitas e livres para todos os públicos. A programação envolve 80 trabalhos artísticos com 529 artistas em 882 apresentações, sempre de sexta a domingo.

No fim de semana de 5 a 7 de maio, a banda A Espetacular Charanga do França se apresenta em Fernandópolis, Santa Fé do Sul e Mirassol. Sucesso no carnaval de São Paulo, o grupo faz uma releitura das tradicionais charangas brasileiras, com um repertório de marchinhas, marchas-rancho, cumbia, maxixe, samba e ragga. Essas três cidades também recebem o espetáculo circense O Andarilho, da Cia. da Pegada, onde palhaços andarilhos apresentam esquetes de malabares e acrobacia em um espetáculo inspirado na carta O Louco do baralho do Tarô de Marselha. O público irá dançar com o espetáculo 3 ao Quadrado, das companhias de dança Eclipse, Back Spin Crew e Ruas de Fogo, onde nove “bboys” batalham ao som de um DJ e animados por um MC, realizam movimentos acrobáticos que serão julgados pela plateia.

Entre os dias 12 e 14 de maio, as cidades de Tanabi, Jales e Votuporanga recebem o grupo Trovadores do Miocárdio, apresentando a performance literária conhecida como spoken poetry, onde declamam crônicas e poemas, promovendo um encontro entre poesia e música. Por lá, também irá passar o grupo sergipano de teatro Imbuaça, com o espetáculo A Peleja de Leandro na Trilha do Cordel, no qual conto, canto e dança se fundem ao narrar a vida e obra do autor paraibano Leandro Gomes de Barros (1865-1918), um dos criadores da literatura de cordel. O público também vai dançar junto com a Batalha de MCS, que traz Bárbara Sweet, Stefanie MC, MC Kamau, MC Sombra, e mediação do DJ Erick Jay, residente do programa Manos e Minas, da TV Cultura, que também promove um baile ao som de muito rap nas cidades.

Gabinete de Curiosidades e Habilidades, que participa pelo segundo ano consecutivo com nova programação, levando aos espaços públicos, à moda dos traveling shows, cinema, literatura, artes visuais e Tecnologias. Serão exibidos filmes mudos em curta metragem dirigidos e protagonizados por Charles Chaplin, criador do personagem Carlitos, e ainda oficinas de Flâmula de Tecido e Efeitos Especiais de Cinema, além de um acervo de livros para atividades coletivas de leitura e mediação.

As apresentações serão realizadas em espaços públicos, como praças e ruas para todos os públicos com atividades gratuitas. Nessa iniciativa, o Sesc SP tem a parceria das prefeituras e sindicatos do comércio locais.

O site oficial do circuito será diariamente atualizado com produções exclusivas, registrando histórias curiosas, destaques da programação e personalidades de cada cidade envolvida na programação. Basta acessar Circuito Sesc de Artes e conferir estes conteúdos, incluindo toda a grade de programação.